Afinal de contas, você sabe o que o cliente realmente quer?

Redes sociais, site, blog, conteúdo relevante… Muito se fala sobre Marketing de Conteúdo. O cliente não acessa mais a internet, ele “vive” nela, então como fazer para chamar a atenção em meio a uma quantidade quase infinita de informações? É preciso entender o comportamento e atitudes dos consumidores na jornada de compra.

Mas tudo começa pela seguinte pergunta: Você está falando com a pessoa certa? Quer dizer, sua persona está muito bem definida a ponto de você não estar atirando e acertando em outro público?

O cliente está cada vez mais bem informado e exigente

Ele assumiu o comando e decide o que quer e quando quer. Cabe às empresas entenderem esse movimento em toda a sua complexidade, buscando genuinamente uma conexão com o consumidor. Genuíno, verdadeiro, com significado e propósito.

Fico ainda surpresa quando vejo mau atendimento, tanto presencialmente quanto no digital. Me pergunto o que passa pela cabeça das pessoas, que acham que o cliente não vai desistir da compra rapidinho.

. O cliente quer ser tratado como único.
. O cliente quer a melhor experiência possível, ainda mais no mobile.
. O cliente quer uma empresa/marca que fale sua linguagem e no tom certo, que responda rápido e de maneira personalizada.
. O cliente quer uma conexão com a marca, alinhada aos seus valores. Sem blá blá blá. Não adianta você dizer que é uma empresa que estimula a diversidade e apoia causas de sustentabilidade se na prática não é assim. Ele quer transparência, ver o que está por trás da marca e vai te abandonar se se sentir desrespeitado ou enganado. Não duvide.

Antigamente, as opções eram poucas, havia menos possibilidades de escolhas. Mas hoje em dia tudo mudou. Só no bairro onde moro, deve haver uns 15 petshops. Então, caso eu sinta que não fui bem atendida, troco na hora o local onde comprei ração para meus gatos Nina e Miguel. Simples assim.

Sua empresa facilita a vida dos clientes?

Tira dúvidas sobre produtos e serviços? Porque não adianta ser expert num assunto que não interessa ao seu consumidor. Saiba ouvir e entender o que ele quer. Tudo gira em torno disso, não da empresa e nem do produto.

“Você não deve apenas prestar um bom serviço para o cliente, mas também, entender do que ele vai precisar no futuro. O cliente é a sua inspiração constante. Pense nele o tempo todo”,

Gustavo Caetano, CEO da Samba Tech.

Algumas marcas acreditam que ainda podem viver contando com a fama do passado, com a tradição. Mas nada adianta ser antigo se não inspira confiança e peca no atendimento.

Já outros se empenham na hora de vender e abandonam no pós-venda. Ignoram os telefonemas e e-mails dos clientes, afinal de contas a venda já foi fechada. Mas o consumidor vai nos canais digitais reclamar e solta o verbo, além de contar para todos os amigos e colegas. Isso pode acabar com a imagem e, às vezes, até com a reputação do negócio, um dos ativos mais valiosos que se pode ter.

Para atender bem o cliente é preciso, primeiro, capacitar a equipe

Em tempos de crise, muita gente corta investimento em reciclagem e capacitação. Erro fatal. A confiança é criada, quando o consumidor percebe o interesse em ouvir e atender sua demanda, e a empresa pede constante feedback para saber se está respondendo às expectativas dele.

Ele vai se informar se seus colabores são felizes, se vestem a camisa, se você tem relacionamento bacana com parceiros de qualidade, quais são seus valores e propósitos, se há trabalho escravo envolvido, preocupação com sustentabilidade, e por aí vai.

Se você encantar, surpreender e inspirar está no caminho certo e vai criar um vínculo verdadeiro. Do contrário, você tem muito dever de casa a fazer.

Gostou desse artigo? Compartilhe com sua rede e deixe sua opinião!

Autora: Giane Gatti.
Sou jornalista, assessora de comunicação e minha missão é gerar conteúdo relevante para informar e incentivar as pessoas a refletirem. Além de gostar muito de escrever, amo U2 e Sting, sou vegetariana, praticante de meditação Raja Yoga e meu entendimento é de que temos uma enorme responsabilidade em tornamos esse mundo um lugar mais humano e amoroso.

Sobre o autor Veja todos os posts

Giane Gatti

Sou jornalista, assessora de comunicação e minha missão é gerar conteúdo relevante para informar e incentivar as pessoas a refletirem. Além de gostar muito de escrever, amo U2 e Sting, sou vegetariana, praticante de meditação Raja Yoga e meu entendimento é de que temos uma enorme responsabilidade em tornamos esse mundo um lugar mais humano e amoroso.