Relacionamento online não é só enviar e-mails para a lista e responder comentários dos seus seguidores de redes sociais. Humanizar marcas está para além de saber o nome e o e-mail do seu cliente.

Desde que comecei o processo de migração de carreira para Marketing Digital venho recebendo vários e-mails sobre o assunto, como todo mundo que se inscreve para obter conteúdos relevantes. Alguns eu já li, e outros ainda não dei conta. Um deles, no entanto, me chamou mais atenção, começava assim: “Olá NOME, tudo bem com você?”

Na hora lembrei que não era em mim especificamente que estavam pensando quando enviaram a mensagem. Me senti como um número, mesmo já sabendo que era um serviço automatizado.

Se tivessem o cuidado de formatar o e-mail da maneira correta para que, pelo menos, meu primeiro nome aparecesse, talvez eu sentisse uma proximidade. Naturalmente eu teria me interessado mais pelo assunto ou até pagasse pelo o que foi oferecido no e-mail. Mas bastou aquilo para eu perder o interesse e manter certo distanciamento.

Isso me fez pensar na questão dos erros e acertos da automação de marketing, que são tão importantes para humanizar a comunicação entre a empresa e o cliente. No meu caso, não humanizou, apenas me fez lembrar que do outro lado era uma “máquina” mandando mensagens automaticamente. Portanto, se você não quer passar essa impressão para seus clientes, é essencial utilizar a ferramenta da melhor forma possível.

O e-mail marketing é fundamental para facilitar os processos e tornar as ações de marketing mais estratégicas. Além de contribuir para o futuro da sua marca. Ele busca entregar o que seu lead quer de maneira individualizada e no momento certo. Mas, apesar de ser essencial sobretudo para quem trabalha fortemente com marketing digital, a automação tem suas armadilhas, e elas precisam ser evitadas.

Será que você está fazendo a automação de marketing da sua empresa de maneira correta? Veja abaixo três erros que não devem ser cometidos no seu negócio:

3 erros de automação de marketing

1 – Falta de planejamento

Para que tudo saia da maneira correta, é preciso ter planejamento. E na automação de e-mail marketing não é diferente. Para isso, a escolha das ferramentas que vão permitir esse tipo de ação deve ser levada em consideração. Após definir como será esse processo, é necessário criar um plano estratégico com metas e métricas para avaliá-lo. A automação do e-mail marketing é uma tarefa sem grandes dificuldades, mas que precisa de atenção, já que é uma mistura de software, processo, conteúdo e, principalmente, pessoas. 

2 – Deixar tudo por conta das ferramentas

Temos que lembrar que não é possível automatizar tudo. A tecnologia contribui para diminuir o tempo entre o primeiro contato e a decisão de compra. Mas, não ajuda sozinha na humanização. Neste caso, são necessárias ações de pessoas capacitadas para que sejam gerados novos leads qualificados. Para isso, é importante observar como seus leads se comportam e se é preciso interagir com mais conteúdo. Tudo isso tem que ser feito de forma personalizada para chegar o mais próximo possível de uma abordagem humanizada dentro do sistema de automação que você utiliza. 

3 – Desconhecer a jornada de compra do seu lead 

Não saber como funciona a jornada de compra dos seus clientes também é um grande erro na estratégia de automação. Para executar bem esse processo, é preciso pensar na edificação de um relacionamento efetivo, fazendo com que ela conduza o lead a encontrar a solução de seu problema. Forneça informações úteis para que ele avance para a próxima etapa o mais rápido possível. Mas faça isso na hora certa, caso contrário, seus clientes deixarão de abrir seus próximos e-mails, o que seria um tiro no pé e um erro grotesco para o sucesso da automação de marketing da sua empresa.

Agora que você já sabe como é importante traçar estratégias para a automação do e-mail marketing da sua empresa, comente e compartilhe o post!

Inscreva-se para receber novidades do blog

 Autora: Daniela de Paula
Meu propósito é estimular todas as formas de criatividade e transformar vidas. Sou autora do projeto Criatividade em Rede, com a missão de ajudar as pessoas a encontrarem soluções criativas por meio de conteúdo relevante. Sou jornalista, produtora de conteúdo, apaixonada pela natureza, pelo meus bichos, por decoração e por tudo que envolve a filosofia do “faça você mesmo”.

Sobre o autor Veja todos os posts

Daniela de Paula

Meu propósito é abordar e estimular todas as formas de criatividade e transformar vidas. Sou autora do projeto Criatividade em Rede, que tem como missão ajudar as pessoas a encontrarem soluções criativas por meio de conteúdo relevante. Sou jornalista, produtora de conteúdo, apaixonada pela natureza, pelo meus bichos, por decoração e por tudo que envolve a filosofia do “faça você mesmo”. Gosto de sentir com inteligência, pensar com emoção e estou em constante construção.

Deixe uma resposta