Um lindo céu azul, recheado de nuvens brancas e simpáticas vaquinhas livres e felizes caminhando pelas montanhas. Quando os olhos encontram esse cenário, não estamos apenas prestes a saborear um cremoso e delicioso sorvete recheado com ingredientes de altíssima qualidade, mas a viver uma experiência completa e ser parte dela.

“Paz, amor e sorvete!” é o slogan, mas poderia ser “Carinho, verdade e consciência!”, ou ainda, poderia ser “Amor, doação e diversão!”, ou outros inúmeros slogans que inspiram coisas muito boas.

priscila-costa-ben-jerrys-figura-5Se a marca inspira o bem, lá estamos nós para registrar e propagar. Foi assim que o Marketing de Gentileza buscou saber ainda mais sobre Ben & Jerry’s, que fazendo o que ama, promove a cada ação, um mundo melhor e ajuda a manter acesa a esperança no coração das pessoas.

Tivemos uma conversa inspiradora com André Lopes, diretor da marca no Brasil. Confira nossa entrevista e apaixone-se também:

“Nosso produto além de cremoso e cheio de grandes pedaços, também é generoso, carregando em si,  incrível história e missão social.”

André Lopes (diretor Ben & Jerry’s – Brasil)

priscila-costa-ben-jerrys-figura-2

Os empreendedores e amigos Jerry Greenfield e Ben Cohen, fundadores dos sorvetes Ben & Jerry´s

Priscila Costa | Blog Marketing de Gentileza:  O negócio iniciou em 1978 por iniciativa dos amigos Ben e Jerry, que após realizarem um curso de fabricação de sorvete por correspondência, acreditaram em seu sonho e abriram sua sorveteria em Burlington, no estado americano de Vermont. Desde o princípio, Ben e Jerry tinham como premissa promover o bem e acima de tudo se divertirem com o que amavam fazer. Ao longo desses 38 anos, como essa cultura é cultivada e propagada dentro da empresa?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Temos uma crença que pauta nosso caminho, “paz, amor e sorvete” é muito mais do que um ditado. O conceito de “prosperidade compartilhada” é o nosso motor. Procuramos impactar e beneficiar todas as pessoas e comunidades envolvidas em nosso processo de produção, comercialização e venda. Defendemos o comércio justo, por isso compramos grande parte da nossa matéria prima de pequenos produtores de países em desenvolvimento e pagamos um preço acima da média do mercado por isso . Os brownies do nosso sabor Chocolate Fudge Brownie, por exemplo, vêm da Greyston Bakery, em Nova York, que emprega pessoas que enfrentam barreiras sociais para voltarem ao mercado de trabalho. Desde a nossa criação em 1978, prezamos pelo respeito e pela tolerância entre as pessoas dentro e fora da nossa empresa. Acreditamos sim que essa é a melhor maneira de cultivar o amor.

Priscila Costa: A Missão da Ben & Jerry’s está baseada em três pilares: Missão do Produto, Missão do Crescimento Financeiro Sustentável e Missão Social em tornar o mundo um lugar melhor, visando criar uma rede de prosperidade que conecte todos os envolvidos no negócio – fornecedores, funcionários, fazendeiros, lojistas, clientes e sociedade como um todo. A visão e plano são admiráveis, contudo exige muito planejamento estratégico e dedicação para que toda a execução esteja alinhada com a missão. Como manter toda a equipe focada e alinhada no dia a dia? Como motivar e engajar as pessoas?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Ben & Jerry’s é uma empresa que se apropria do seu negócio para gerar um impacto positivo no mundo. Qualquer pessoa, em qualquer parte do planeta, fica muito feliz quando sente que é parte de uma transformação maior em sua comunidade. As nossas equipes lideram a missão de transformar o mundo num lugar melhor. Os nossos “scoopers” (colaboradores de nossas lojas), nunca estão de fora das nossas ações. As sorveterias são nossa principal vitrine e eles estão sempre a par dos acontecimentos. Antes de qualquer grande ação de marca, os funcionários recebem treinamentos para se inteirar sobre o assunto e participar de forma ativa. Uma vez por mês, eles também têm um dia inteiro de folga para a prática de trabalhos sociais.

Priscila Costa:  Jostein Soeheim, CEO (Chief Executive Officer) Ben & Jerry’s, declara que o intuito de vocês  é “usar” a empresa para impactar positivamente o mundo, que tudo o que se vive no dia a dia Ben & Jerry’s é verdadeiro e espontâneo, porque acredita-se que toda e qualquer pessoa no mundo tem sentimentos positivos e fica feliz ao poder contribuir e poder fazer a diferença. A proposta é que cada um converse com o ativista que há dentro de si e contagie outros, convidando pessoas em todo o mundo para participar de ações que de fato o torne melhor. Quais as principais causas defendidas pela Ben & Jerry’s hoje?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Ben & Jerry’s é uma marca ousada e com valores muito bem definidos, tendo a justiça social e climática em seu cerne. Apoiar e promover causas sociais nos países onde atua é parte do DNA da marca, por isso, ao chegar em São Paulo, escolhemos como missão social o apoio à transformação dos espaços públicos. A causa foi determinada através de pesquisa que mostrava que essa era uma das principais preocupações do paulistano em relação à cidade. Sendo assim, trabalhamos de perto junto a grupos como a Minha Sampa, a Associação Amigos Parque do Minhocão e o Augusta 100% Verde para apoiar movimentos que lutavam por uma São Paulo mais democrática.

Além disso, em novembro de 2015, trouxemos para o Brasil uma campanha global pela Justiça Climática. A “Se Derreter, Melou!”chamou a atenção dos consumidores para os problemas de mudança climática e encorajou o público a pressionar governantes na Conferência do Clima, que aconteceu em dezembro, em Paris. Iniciamos uma parceria com a Avaaz, comunidade de mobilização online que leva a voz da sociedade civil para a política global, e colhemos cerca de 18 mil assinaturas para uma petição que foi entregue aos líderes globais no encontro da ONU e pedia que eles se comprometessem com 100% de energia limpa até 2050. Para a campanha também lançamos nas sorveterias de São Paulo o sabor SOS (sorvete de framboesa com marshmallow, calda de framboesa e cones de chocolate branco e chocolate ao leite). Enquanto o sorvete era consumido, os cones de chocolate pareciam desestruturar, fazendo alusão ao derretimento das calotas polares.

No mundo inteiro, somos enfáticos ao defender toda forma de amor. Além de a marca ter renomeado alguns dos seus sabores para chamar a atenção para o tema, aqui no Brasil realizamos um casamento gay dentro da nossa loja. A ideia surgiu da interação de um consumidor – e fã – com a marca nas redes sociais. Ben & Jerry’s ajudou Nicolas a organizar tudo, decorou a loja na Oscar Freire e garantiu um bolo de sorvete para o grande dia. Foi a realização mais romântica da marca desde  sua  chegada ao Brasil, em setembro de 2014.  Defendemos o amor em sua essência e mais do que realizar o sonho do Nicolas e do José, reforçamos o compromisso da marca com a justiça social, um dos nossos principais pilares.

Priscila Costa:  Uma das missões da Ben & Jerry’s é retirar pessoas da pobreza, ajudando a criar um mundo justo e pacífico. Entende-se que quando a empresa prospera, prosperam de forma conjunta os fornecedores, fazendeiros e funcionários. Quais os critérios utilizados para esse crescimento conjunto e como incentivar que outras empresas o façam?

André Lopes | Ben & Jerry’s: O crescimento conjunto é possível por conta do conceito que chamamos de prosperidade compartilhada (que mencionei ainda há pouco). Por meio dele, toda a nossa cadeia (fornecedores, funcionários das lojas, fazendeiros, consumidores e vizinhos) é beneficiada com o nosso negócio. Ben & Jerry’s tem seu leite proveniente de um programa chamado Caring Dairy, que tem como base uma ferramenta na web que permite que os agricultores avaliem a sua fazenda e o tratamento que é dado aos bichos. Essa é uma maneira de apoiar as fazendas destas famílias e permitir que eles tenham um negócio mais lucrativo. Nossos principais ingredientes, como o café e a vanilla, por exemplo, são fairtrade (comércio justo), o que significa que eles são comprados de pequenos produtores ao redor do mundo – a um preço acima da média do mercado – mas com a garantia de que utilizam de práticas ambientais e padrões justos de trabalho.

Priscila Costa:  No mês de setembro, a Ben & Jerry’s celebrou dois anos de presença no Brasil. A primeira loja em território brasileiro foi inaugurada em 28/09/2014 na Rua Oscar Freire, contando com 318m2, dois andares e capacidade para acomodar 80 pessoas sentadas. A maior unidade da empresa no mundo. Muitos ainda não conheciam a marca e produto quando vocês chegaram por aqui e ainda assim o crescimento foi notável. Já são cinco lojas oficiais em São Paulo, diversos estabelecimentos representantes por todo o Brasil e ainda a comercialização em diversas redes de supermercados. A quais atividades e ações atribuem tamanho sucesso e crescimento no Brasil?

André Lopes |Ben & Jerry’s: Sim,  já estamos com cinco lojas em São Paulo: Oscar Freire, Conjunto Nacional, Morumbi Shopping, Shopping Anália Franco e Iguatemi Campinas.Desde a nossa chegada ao Brasil, em setembro de 2014, temos tido grande repercussão. No início, foram filas diárias na Oscar Freire – chegamos a vender mais de 100% da expectativa em nosso primeiro mês de funcionamento -, e hoje temos grande movimentação em todas as nossas sorveterias. A procura por Ben & Jerry’s no varejo (padarias, supermercados e empórios) também é grande, mas o mais bacana é ver que o consumidor se aproxima cada vez mais da marca e entende que além do nosso produto ser cremoso e cheio de grandes pedaços, ele também é generoso, carregando incrível história e missão social.

Os consumidores são diariamente impactados com os nossos valores por meio das redes sociais e ações off-line da marca. Em nossas redes, o consumidor acompanha os movimentos que estamos participando e também o nosso posicionamento sobre questões da atualidade. Esse é um poderoso instrumento de engajamento do consumidor. Ben & Jerry’s é uma das marcas da Unilever com maior engajamento no Twiter.

Priscila Costa:  Falando em Unilever, quais foram os motivos que levaram a empresa à negociar a representação exclusiva da  Ben & Jerry´s no Brasil? Quais são os valores em comum?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Ben &Jerry’s faz parte do grupo Unilever há 16 anos, mas possui um conselho de diretores independente, que tem como responsabilidade preservar e enaltecer a história e a missão social de B&J, resguardando sua integridade. Ambas as empresas têm como objetivo fazer a diferença no mundo, Ben & Jerry’s por meio do conceito de prosperidade compartilhada, onde todas as pessoas envolvidas com o nosso negócio (da produção à comercialização) são beneficiadas com o processo,  e a Unilever com o seu Plano de Sustentabilidade.

Priscila Costa:  No mundo, a Ben & Jerry´s dá suporte de forma ativa a gastos cada vez maiores pelos Governos em prol das necessidades humanas e sociais como educação e saúde, no lugar de gastos de desperdício em sistemas de armamento e etc. No Brasil, a Ben & Jerry´s sempre divulga materiais que prezam por justiça, tolerância, respeito e paz. Há atividades desenvolvidas junto ao Governo Brasileiro voltadas as necessidades dos cidadãos em nosso país?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Por enquanto não temos atividades desenvolvidas junto ao Governo.

Priscila Costa:  A Ben & Jerry´s em todo o tempo busca semear a paz e dar voz aqueles que apresentam alternativas contra violências de um modo geral. De que forma nós podemos ajudar no desenvolvimento e propagação desses projetos?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Ajude como nós. Dê voz aos principais agentes de transformação na cidade onde você vive. Ajude-os a promover um amplo debate, sempre carregado de amor. Assine petições que vão de encontro ao seu pensamento e podem chegar às pessoas importantes e com poder de decisão. Seja ativista, mesmo que do sofá.

priscila-costa-ben-jerrys-figura-3

Imagens do primeiro “free cone day”, celebrando um ano de Ben & Jerry´s com os clientes

Priscila Costa:  O “Free Cone Day” é celebrado há 37 anos, desde o aniversário de 1 ano da primeira loja em Burlington, quando Ben e Jerry resolveram agradecer aos clientes que ajudaram a tornar o sonho deles possível com casquinhas gratuitas ao longo do dia. Os dados de 2015, foram de 1.000.000 bolas de sorvetes oferecidas ao redor do mundo. Como foi o “free cone day” em 2016? Qual o feedback dos clientes sobre essa grande festa que acontece nas lojas em todo o mundo?

André Lopes | Ben & Jerry’s: O Free Cone Day é o principal evento de Ben & Jerry’s no mundo todo e os nossos fãs brasileiros estão cada vez mais familiarizados com essa grande festa que celebra o carinho. Em 2016 tivemos mais um ano maravilhoso. Distribuímos mais de 17 mil bolas de sorvete nas três lojas que já existiam, Oscar Freire, Conjunto Nacional e Morumbi. Para 2017, a festa será ainda maior, afinal já estamos com cinco lojas em São Paulo.

Priscila Costa:  Filantropia, ativismo, promoção do bem e da paz, comércio justo, embalagens sustentáveis, papel utilizado certificado pelo CSF (Conselho Administrativo de Florestas), uso de ingredientes naturais, bom trato aos animais, produção em liberdade (Certified Humane), freezers ecológicos, redução de gases poluentes durante o processo de produção, prosperidade conjunta, suporte em conflitos políticos, justiça climática, recolocação profissional, não há nada que não seja feito pela Ben & Jerry´s que não seja por pessoas, para as pessoas, visando melhores relações humanas entre si, com o meio – ambiente e a propagação de um mundo melhor. Cada ação de vocês inspira gentileza, cuidado e carinho. Assim como nós do Marketing de Gentileza, a grande premissa de vocês são as relações humanas em todos os seus aspectos. Qual é essa visão de vocês sobre as pessoas?

André Lopes | Ben & Jerry’s: Pessoas são a peça-chave para transformar o mundo onde vivemos em um lugar melhor e mais democrático, e tem o direito de serem livres para amar e serem amadas.

Priscila Costa:  Poderiam comentar a citação do funcionário Luke Desmond – Supervisor Logística – 2º turno – Fábrica – USA “Ser capaz de acordar todas as manhãs e pensar sobre a oportunidade de realizar grandes coisas, como vou ser aproveitado, e que eu vou ser capaz de efetuar positivamente no meu dia de trabalho. É um sentimento impressionante”.

André Lopes | Ben & Jerry’s: É mágico produzir um sorvete delicioso e pedaçudo com três pilares igualmente importantes: produto – fazer o melhor sorvete possível, com ingredientes de excelente qualidade, econômico – ser rentável e gerar prosperidade para toda a cadeia, do pequeno produtor até o consumidor final e social – gerar impacto positivo nas comunidades onde atua. Nossos funcionários são parte desse todo  e se sentem assim.

priscila-costa-ben-jerrys-figura-4

Talvez você nem soubesse, mas já foi impactado por Ben & Jerry’s, cuidando do mundo, cuidando da nossa cidade, cuidando do próximo. Eles não param por aqui, ainda há muito mais amor para ser distribuído em cones por aí. E nós fomos conferir isso de pertinho.

Em breve, detalhes da nossa visita à maior loja Ben & Jerry’s do mundo.

Eu e Laíze Damasceno, autora do Projeto Marketing de Gentileza, batemos um papo muito descontraído com os scoopers e aproveitamos para experimentar sabores deliciosos.

Logo logo eu volto para contar como foi!

Até lá!

Sobre o autor Veja todos os posts

Priscila Costa

Paulista, 31 anos, Secretária Executiva, Tradutora & Intérprete e formada em Gestão de Pessoas. "Acredito em um mundo feito de pessoas, por pessoas e para as pessoas. Não há vida sem relacionamentos, seja qual for o seu nível. Para todos os relacionamentos e níveis, tenho uma premissa, a Gentileza. Essa pode transformar o mundo!"

Deixe uma resposta