evento de networking

Que networking não é feito apenas de eventos de troca de cartão de visita e e-mails inexpressivos muita gente já sabe.

O que talvez ainda não seja claramente assimilado é que as relações profissionais não se sustentam mais com atitudes sisudas, frias e postura pseudo “profissional”.

Entramos há algum tempo, com intensidade, na era da autenticidade, humanização e espontaneidade. E sinceramente, acredito que não tem mais volta. Que assim seja! Né não? Pois, para mim, não tem nada melhor e mais elegante do que a gente ser quem a gente é e poder viver sem precisar variar drasticamente de acordo com os ambientes que frequentamos. Bom senso, claro, adaptabilidade, também. Mas nunca abandonar nossa essência.

Vamos de Gentileza!

Com certeza você já ouviu e falou “gentileza gera gentileza”. Clichê? Talvez sim. Mas, sabe de uma coisa? A vida é cheia de clichês, e quando o clichê é para o bem, que mal tem?

Para além de gerar gentileza, eu acredito que gentileza gera confiança.

E networking é feito de que, minha gente?

Para mim, sempre foi à base da confiança. Afinal, quem te indica ou te convida para alguma coisa bacana se não confia em você?

Essa foto ilustra a mensagem-chave desse artigo.

Marcelo Nóbrega Adriano Lima organizaram um encontro com essa turma super ativa no Linkedin. Fomos convidados para um Get together no rooftop da Gympass, aqui em São Paulo. Simplesmente passamos algum tempo conversando, trocando ideias, comendo e bebendo juntos. Obviamente falamos sobre Linkedin e trabalho. Mas outros assuntos também ocuparam nossa noite agradável.

Marcelo e Adriano são profissionais reconhecidos nacionalmente. Ambos conquistaram minha admiração e respeito principalmente pela gentileza com a qual conduziram tudo e receberam as pessoas nesse encontro. Dois gigantes do mercado extremamente doces e atenciosos.

Foi interessantíssimo o sentimento que muitos tiveram ao se encontrarem pela primeira vez. Parecia na verdade um reencontro. Eu atribuo essa sensação positiva ao networking gentil que estamos construindo, sobretudo por meio do Linkedin.

Pude encontrar amigos, conhecidos, escritores, clientes, alunos do meu curso… Pude sentir o cheiro das pessoas, o abraço, ouvir a voz de cada um, ver o brilho dos olhos, a forma como gesticula. Pude presentear com o meu livro e ganhar outros também.

Passado o evento, a comunicação continuou, negócios e parcerias estão acontecendo. Por exemplo, alguns dias depois, o Augusto Junior, que conheci neste encontro, me convidou para ser mentora da pré-banca de avaliação de pitches de startups formadas por jovens do Programa ProLíder. Foi uma experiência incrível e muito rica para mim.

Acredito que a gentileza na sua versão mais simples e natural tem um poder ultra transformador, mais ainda para quem dá o primeiro passo.

Mas o que de fato é gentileza?

Começo dizendo o que não é.

Ser gentil não é apenas ser educado, fofinho, carinha de anjo, estilo paz e amor e namastê e ter bons modos. Gentileza é dar atenção genuína às pessoas e atender a necessidade do outro sem esperar nada em troca. Ou ainda retribuir algo que alguém fez por você mesmo que você não tenha pedido nada.

Se você ouvir por aí que gentileza é sinônimo de fraqueza ou que gentileza em excesso faz mal, você deve responder: “gentileza é para fortes e inteligentes! E gentileza exagerada, que irrita e chateia, não é gentileza, é outra coisa”.

Lembre-se que ser gentil não é eliminar o amor próprio.

Para além das relações afetivas, de amizade e familiar, acredito que Gentileza gera naturalmente oportunidades, relacionamentos profissionais consistentes e credibilidade.

Esse atributo é crucial para se relacionar melhor e contribuir com sua rede de contatos de trabalho. Bons relacionamentos sem dúvida geram frutos positivos em todas as esferas da nossa vida. E porque seria diferente no campo profissional?

Relações sólidas: base para um Networking TOP

Cada um tem um jeito de agir, de encarar o mundo, de interpretar, de se expressar e de SER! Existem pessoas naturalmente gentis. Outras nem tanto. E tá tudo bem. Ainda há aquelas que são categoricamente grossas, estúpidas, mal educadas e nada agradáveis. E não tá tudo bem não.

Muitos profissionais, inclusive líderes, acreditam que para mostrar firmeza, poder e autoconfiança devem agir com arrogância, hostilidade, distância e austeridade. Isso já está ultrapassado e acho muito cafona cultivar esse comportamento antigo do líder “durão” que “sabe” impor respeito.

“Assim como o sol derrete o gelo, a gentileza evapora mal entendidos, desconfianças e hostilidade” 

(Albert Schweitzer)

Fato! Gentileza evapora mal entendidos. Cara, isso é muito poderoso para resolver conflitos nas relações de trabalho. Mais do que nunca, a gente quer olho no olho, gente como a gente, não importa o cargo ou o tamanho da conta bancária. Por mais óbvio que isso seja, o ser humano está cada dia mais ávido por relações humanizadas. Isso é muito louco, né?

Mas é isso mesmo o que está acontecendo. E quanto mais desenvolvemos tecnologias digitais e soluções virtuais maravilhosas, mais a humanização dos negócios, das relações, da internet, das marcas e do marketing ganha espaço e importância.

Não precisa forçar uma barra para agir com gentileza, seja qual for o contexto, mas é importante enxergar este atributo como um exercício diário sem perder a naturalidade e a essência. Seja gentil do seu jeitinho.

Como desenvolver a Gentileza no dia a dia?

É como fazer uma reeducação alimentar ou exercício físico para ter uma vida mais saudável. Eu por exemplo não gostava de brócolis. Me esforcei para criar o hábito. Num é que deu certo? O mérito não é meu, é todo da Manu! Hoje como naturalmente essa arvorezinha verde, de boa, sem sofrer.

Desenvolver a gentileza é muito mais bacana e fácil do que acordar às 5h pra ir à academia ou comer coisas sem graça para emagrecer, rs. Concorda?

Bom, o quero dizer é que você não precisa ser gentil do mesmo jeito que todos. Seja autêntico, criativo e inovador na sua forma de se relacionar com as pessoas. Mas lembre-se de que isso é um exercício diário e constante. Nunca tem um fim.

Eu aprendi a ser gentil comigo mesma, e tendo isso em vista é muito mais fácil e espontâneo desenvolver um olhar equilibrado e empático sobre o outro. Aprender a se amar e se apaixonar pelas coisas do dia a dia faz toda a diferença. Quando comunicamos isso naturalmente, as pessoas vibram junto e compartilham de sentimentos parecidos.

Isso tem a ver com atrair pessoas com valores humanos similares e tonar seu Networking mais leve, agradável e eficiente.

Gentileza é um dos valores mais importantes das relações humanas. Tão poderoso que nunca saiu de moda.

Compreendi também que é preciso dar atenção para os detalhes da rotina de trabalho. Todos nós temos um jeito próprio de executar tarefas, mas podemos sempre ser mais criativos, divertidos e suaves. E a forma como a gente leva nosso dia a dia impacta diretamente na forma como tratamos as pessoas. Seriedade e profissionalismo estão neste pacote, ok?

Tem um exercício simples que eu faço de vez em quando.

É assim:

. eu observo minhas tarefas diárias.

. identifico os momentos mais agradáveis e críticos do meu dia.

. pontuo em pensamento e, às vezes, na ponta do lápis, quais são minhas características positivas e negativas que impactam na relação com o outro.

. avalio com verdade os frutos que tenho gerado, os que não tenho gerado e o porquê de ambos os resultados.

. analiso minhas atitudes: grosserias que cometi e também atos gentis e louváveis, assim como os motivos para ambas as situações.

Depois deste breve exercício, é possível compreender o porquê, como e quando os pontos fortes e fracos aparecem. Criar “alertas” é uma ótima estratégia para não marcar bobeira e passar a acertar mais consigo e com o próximo.

Gentileza de dentro de você para as redes

Acredito que Gentileza acontece de dentro para fora. É sobre buscar ter equilíbrio e inteligência emocional. Não é proibido sentir raiva e ódio. Esses sentimentos fazem parte, mas precisam ser controlados. Senão “dá ruim”, rs.

Ter ódio de alguma coisa ou de alguém é normal do ser humano. Se você não deixar os sentimentos virem e ficar reprimindo, é capaz até de você nunca se curar de uma mágoa e ainda desenvolver outros problemas. Permita-se sentir e compartilhe com seus íntimos. Mas não perca o domínio próprio. É só isso.

Veja só, a gentileza é manifestada em ocasiões simples, porém importantes, desde a hora que a gente inicia os trabalhos até o fim do dia. Em muitos desses momentos nós naturalmente semeamos nosso Networking, e não apenas em eventos e encontros específicos.

São nos momentos mais inesperados, singelos e espontâneos, sobretudo nas redes sociais (onde passamos grande parte do nosso tempo), que atraímos gente como a gente. Pessoas que têm sentimentos parecidos e gente que parece estar nas nossas vidas há décadas.

Isso é o poder da virtude gentileza aplicado no networking.

Assim somos atraídos por aqueles que admiramos e cativamos também. Isso tudo vai fortalecendo sua rede, como se fosse um exército se reunindo para seguir junto a batalha. Esse é o espírito que acredito que devemos cultivar, principalmente em tempos de extremismo e divisão.

Quanto mais profunda e sincera é a nossa avaliação interna, mais fortes também serão as nossas relações profissionais. Assim, maior é a probabilidade de alavancar negócios, conseguir parcerias, adquirir mais conhecimentos e viver uma vida mais plena.

Ou seja, são relações profissionais baseadas nas relações pessoais. Para mim, é impossível cativar pessoas e manter bons contatos sem gentileza.

A gente atrai o que a gente planta. Quem planta intrigas, críticas vazias, fofocas e desconfianças de tudo e todos, como é que você acha que será esse Networking? De boas oportunidades, de sucesso e de prosperidade? Hum, acho que não né!

Então, se liga aí, desenvolva a gentileza no seu dia a dia e faça uma limpa de dentro pra fora.

Obrigada por ter me acompanhado até aqui!

E vai aqui uma dica-convite: a maneira mais simples de aplicar a gentileza e outros valores humanos importantes e construir um networking poderoso que gera negócios reais é CRIANDO E COMPARTILHANDO SEU CONTEÚDO! Essa é a sua contribuição mais gentil e autêntica no mundo.

Eu e Laís Vargas, amiga que o Networking no Linkedin me deu, vamos fazer um webnário gratuito no dia 6/11 para contar sobre como geramos negócios por meio do conteúdo em nossas redes sociais. Participe com a gente e aprenda algumas estratégias para gerar negócios usando as suas redes.

Inscreva-se abaixo ou direto neste link:http://bit.ly/WebnárioNegóciosLinkedinLaísLaíze

Sobre o autor Veja todos os posts

Laíze Damasceno

Ajudo as pessoas a tirarem seus projetos do papel, transformá-los em negócios com propósito e terem reconhecimento público. Sou uma empreendedora entusiasta da Gentileza, com o propósito de inspirar, emocionar e tocar o coração das pessoas. Desenvolvo conteúdo autêntico, sou mentora na construção de marcas autênticas e humanizadas e em estratégias para conquistar a confiança dos clientes no ambiente digital.